Mas por que tenho que cuidar das unhas?

Quando eu era mais nova, gostava de ficar pegando os esmaltes da minha mãe. Usava pra pintar papel e paredes, fingindo que era tinta. Então, pra ferrar com tudo de uma vez, usava nas unhas, e era aquela lambança. Mas eu achava que tava causando, então de boas. Até minha mãe aparecer e dar aquela bronca.

Lembro que na adolescência, eu queria usar esmalte florescente, cada unha uma cor. Sempre fui mais dessas, que não se contentava em apenas usar o esmalte, ele tinha que estar brilhando e chamando atenção. Não pra outras pessoas, mas pra mim.

Só que fui crescendo, e sei lá. Ou eu usava um rosinha claro, que é uma cor mais "fofa", ou não usava nada. Volta e meia ainda aparecia com uma cor escura, chamativa, mas era só isso. E às vezes, me vinha a vontade de cuidar delas, das minhas unhas. Passava o esmalte, a lixa, que nem sabia usar direito. Só que o que acontecia? A unha caía ou quebrava, eu ficava desmotivada, roía a unha, descascava o esmalte. E depois ficava daquele jeito.


Ao contrário da minha amiga de escola, que minha nossa, a unha era perfeita, bem dizer. Daquelas que você olha e fica tipo, uau, queria ter uma dessas. Mas que você nunca se dá ao trabalho porque ne, dá muito trabalho pra manter.



Então eu estava no final do ensino médio, e sabe, eu não dava a mínima para a minha aparência, unhas então... Quando minha mãe comprava um esmalte, até usava, só que aí passava umas semanas e pronto, tava pior que antes. Mas quando cheguei na faculdade... Cara, muda um pouco. Não só porque você está vendo tanta gente bonita e arrumada, porque pra mim tipo, puf. Só que pela questão profissional, você sente aquela pressão. Em qualquer site com dicas para se dar bem em entrevistas e conseguir emprego ou estágio, você vai se deparar com algo assim :

  • Tenha as unhas limpas e bem feitas, porque unhas de qualquer jeito dá-se a impressão de que você é desleixada.
A questão era justamente essa, eu sou desleixada, apesar de estar tendo considerável melhora.Então eu estou indo a um monte de palestras e oficinas, parte da vida acadêmica, e as unhas estão como? É, é tenso.



Querendo ou não, você é mais bem visto quando aparece com as unhas bem feitinhas, além de ficar mais confiante. E isso vale para os meninos também, que aparecem com aquelas unhas e dedos tudo ruído, um desastre. Ter as unhas bem cuidadas conta muito, na hora de conhecer alguém, só que não basta passar qualquer esmalte e deixar de qualquer jeito, que nem eu faço : tem que cuidar. 

Cuidar porque a unha também sofre. Sofre com excessos de uso de produtos, tais como acetona. A unha também é uma parte do corpo muito importante, que merece atenção.

Resultado de imagem para unhas garotas

E essa é uma nova tag aqui no blog, Unhas, onde vou falar sobre elas, dar dicas, mostrar passo-a-passo, etc, mostrando a vocês como estou fazendo pra melhorar e buscar conselhos, claro.

A 1ª dica : olhe para as suas unhas hoje. Como você se sente em relação a elas? Elas estão bem? Você está confortável e se sentindo bem com elas? E na questão profissional, acha que se um entrevistador olhar pra elas, vai pensar o que de você?


O dia em que mijei de tanto rir

Olá, pessoinhas! Gostaria de começar agradecendo a todos que estiveram nesse blog nos últimos dias. Estamos a uma semana no ar, e foram centenas de visualizações, dezenas de seguidores e de curtidores na fan page, sem falar dos interessados em anunciar no blog e nas parcerias que estão sendo firmadas. Só tenho a agradecer a cada um de vocês e dizer : vocês não são apenas um número, foram pessoas que me fizeram muito feliz e motivada a continuar! Sei que a caminhada é longa, mas vai valer a pena, obrigada ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 

Esse post, o 2º do blog, vem para estrear uma tag que teremos aqui no blog, o WTF, uma expressão que significa o mesmo que :"Que merda é essa? " ou "Que merda!", com uma carinha de abismado ou descrente. O que, provavelmente, é como vocês irão  ficar durante a leitura rsrs. Trata-se de um espaço para contar micos, coisas engraçadas que foram constrangedoras no momento em que aconteceram, mas que fazem parte do nosso dia-a-dia. Quem nunca fez algo que não deveria ter feito ou disse palavras que era melhor evitar? E depois da raiva, da indignação e humilhação, só nos resta aprender com as falhas e dar risada.

Resultado de imagem para dando risada gif

Esse espaço estará aberto para receber os WTF de vocês, basta preencher o formulário clicando Aqui e quando a gente postar o seu, entraremos em contato, mas pensei em começar comigo. Se é pra expor os micos de outras pessoas, eu também tenho que estar no meio, certo? E o objetivo é esse : mostrar que todos nós passamos por momentos difíceis, situações que nos fazem querer enfiar a cabeça em um buraco e nunca mais sair dele, mas a superar e aceitar que isso acontece com TODOS. Todos mesmo, até aquela pessoinha super famosa que você gosta.

Então, vamos lá? (Nesse momento em que estou escrevendo, estou com uma vergonha alheia por mim mesma, mas segue em frente)

Quando eu era mais nova, eu mijava muito. Na roupa. Quero dizer, não é como se eu simplesmente fosse muitas vezes ao banheiro ou como se fosse do nada : era a risada. Toda vez que eu ria muito, não conseguia segurar, e o xixi descia, não dava nem tempo de ir ao banheiro.

Compreensível para uma criança, ne? Talvez 6, 8, 10 anos. É, mas o negócio me perseguiu até a adolescência rsrs. Eu cheguei a um ponto onde evitava dar risada, evitava conversar com meus colegas sobre assuntos que poderiam render muitas risadas, fui ficando séria, isso no ensino médio. Mas antes, eu ria que nem uma louca, uma foca, e pronto, era o gatilho.

Na 6ª série, nem lembro o motivo, alguns amigos estavam em uma rodinha, na sala de aula. Era o último período, sinal quase pra bater, lição toda feita. É inevitável, você acaba socializando com os que estão à sua volta, e foi o que aconteceu comigo. Dei muitas risadas, mas teve uma hora que ri tanto, mas tanto, que mijei, e não foi pouco.

Imagem relacionada

Hoje eu consigo lembrar disso numa boa, nem converso mais com a maioria daquelas pessoas. Os anos passaram, mudei de cidade, tudo mais. Só que na hora em que aquilo aconteceu, foi um fim do mundo pra mim, um momento de pânico e aflição, onde o sinal iria bater a qualquer minuto e eu teria que levantar. O maior problema é que eu estava sem blusa de frio, minha melhor amiga, porque nesses momentos, ajudava amarrar a blusa na cintura. Sem ela, putz...

Acabou que uma garota viu, comentou com outra, mas calma, elas não saíram espalhando ou dando risada. Na verdade pensaram que tinha descido, sabe? A menstruação, e me emprestaram uma blusa de frio delas pra amarrar na cintura.

Imagem relacionada

Eu nunca disse a verdade pra elas, até porque já era constrangedor de todo jeito, mas o gesto me tocou bastante. Nem me lembro delas direito, mas isso salvou minha vida, literalmente. Porque se alguém visse e começasse a rir, eu iria ser zuada até o resto do ano, talvez mais, e seria conhecida como "a garota do mijo".

Hoje em dia, isso mal não acontece, acho que finalmente a bexiga controlou. Também, depois de 18 anos nessa vida, alguma coisa tinha que melhorar, ne? 

E esse foi meu WTF de hoje, pessoal. Quem quiser compartilhar um momento vergonhoso, pode deixar nos comentários. Dizer o que fez, como superou (se é que superou), e claro, dar risada.

E fazendo uma divulgação básica, a revista Jovem Geek será lançada dia 25 de maio, ela será digital e gratuita, então cliquem Aqui para assinar, vale a pena ><

Aproveitar pra indicar o blog de uma amiga, A Estranha Perfeita. Lá, ela divulga pensamentos e fatos pessoais, como se fosse um diário. O blog é anônimo, ninguém sabe quem é ela, vale a pena conferir. 

Garota Imperfeita 42 : o começo

Oie! Sejam muito bem-vindos ao meu mais novo blog, o Garota Imperfeita 42. Que, na realidade, nem é tããão novo assim. Eu já tinha ele guardado aqui mas nunca tinha parado pra me dedicar e levar a sério, era só uma ideia. Pois bem, finalmente eis o momento de estreá-lo, e dessa vez pra valer.


Meu nome é Thainá dos Santos, tenho 18 anos e muitas minhocas na cabeça. Eu gosto e desgosto de N coisas, e a adolescência, nossa, é uma fase tão... é, vocês já sabem. É tenso, complicado. E espero, por meio desse blog, compartilhar histórias, dicas, sugestões. Interagir com vocês e fazer desse cantinho algo especial para todos nós.

Aqui eu vou compartilhar coisas a respeito de garotas, moda, maquiagem, fatos engraçados, utilidades. Quero que vocês gostem tanto, mas tanto desse blog que sintam vontade de passar horas navegando por ele rsrs. Como ele ainda é novo, muitas coisas ainda não estão funcionando, então estou ajeitando tudo, deixando bonitinho.


Uma coisa que já coloquei é uma pequena playlist de músicas, no topo do blog você vai encontrar ela. Basta apertar na coroa e pronto, ela se inicia. Ao longo da semana, vou adicionando outras músicas, mas podem ir mandando sugestões, ok?

Sobre a parte de Beleza e Moda, não vou mentir, não sou uma especialista. Não sou do tipo que sai usando altas roupas da moda e passando altas maquiagens na cara (até porque eu não sei). Mas estou aprendendo, e quero fazer diferente. Nem todo mundo tem dinheiro pra sair certas peças pra compor looks super ousados, certo? Minha proposta é montar looks simples, que qualquer um em casa conseguiria fazer com as roupas que tem. Mais do que isso, quero atingir ao público que não se importa tanto assim com roupas, que não tem tanto interesse no que está em tendência. Somos só nós, as adolescentes que não se encaixam tanto no padrão.

Garota Imperfeita é uma garota comum, que passa por altos e baixos, que sonha com coisas grandes e que, infelizmente, às vezes, de vez em quando, se sente no fundo do poço, porque a auto estima é lá em baixo. Alguns garotos brincaram com o coração dela, e certas palavras ditas a machucaram. Mas tudo bem, ela ainda continua, todo dia arranja um motivo pra continuar. E 42, pra quem leu Guia dos Mochileiros da Galáxia já deve ter sacado : esse é o número mais perfeito de todos, e a resposta para a Vida, o Universo e Tudo mais.

Sente-se, acomode-se. Esse é o nosso mundo, e quero mostrá-lo a você. Sempre com uma toalha, claro.

Uma coisinha : vocês conhecem algum brechó/bazar perto da casa de vocês? Quero começar a montar looks com esse tipo de roupa, porque tem um aqui perto de casa, tanta roupa bonita e por um precinho tão bacana! Se conhecerem, me passem um meio de contato? Abraços.

EDIT 1 : Respondi alguns comentários como Revista Jovem Geek, foi sem querer rsrs. Mas sou eu, okay?